... Escrever não é somente emaranhar letras, pontuações, gramática, ortografia... Escrever é degustar paixões, sentimentos, desejos, inspirações... É sentir na pele o suor do entender, do comunicar... É beijar-se, sentir calafrios, dúvidas, o gelo nas mãos... É entregar-se às volúpias, desatinos e loucuras... É arriscar o inimaginável, o proibido, o inacreditável...
É prazer...
Escrever é fazer Amor com letras ...

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Devaneios de um Cabaré...

Plumas... Cheiro de amor... Ciúme... Gosto de vinho bom, vinho barato... Bocas de todas as cores, cheias de inimagináveis!!!


O copo na mesa, o coração fora do corpo e os olhos procurando admirar-se... É td muito doce... Mas que gosto tem amanhã, mulher sem nome!?


Do meu nome sei eu... A ti ofereço o doce, o salgado, o ácido, o sabor q você inventar... Compre de mim o gosto que quiser...Amanhã é outro dia!


Dança no palco o sorriso malicioso de menina... Que pensa que é mulher... Mas q finge tão bem que sabe te enganar!


No teu bolso eu guardei os segredo dessa noite e no teu ouvido sussurei as verdades de agora.. E tudo por um preço justo! Me devolve meu vermelho!


Desfez minha maquiagem, puxou meu cabelo,despiu minha roupa...Quem é vc? Só sei quem és quando fecho meus olhos e te enxergo com a alma!


Só o teu corpo me interessa.. Não quero teu rosto,teus beijos... És meu brinquedo, mas um brinquedo que não me encanta!


Ah rapaz... Os mesmo olhos que desprezas são os que contam o dinheiro que meu corpo arranca brincando contigo!


Te olho como os bêbados olhos de ressaca olham pro vinho... Prometendo não mais te tocar e esquecendo o vício que me provocas!


O teu nome eu não guardei... Te tiro de mim com água e sabão, um pouco de pó e um novo batom... De vc só guardo o numeral!


Tenta agora me tirar de ti... Em ti sou decantação... Separa de ti o sedimento que sou... Espera, espera, espera... Sou tua paciência!


Minhas pernas entrelaçam as tuas, minhas mãos conhecem você...Mas tudo que eu vejo é o que não posso... A ave que voa longe de mim... Você não compra!


Tua ânsia em me ver é proporcional ao valor do meu rubi... Procuras-me... Encanta teus olhos e não esqueças de bater a porta ao sair!


----------------------------------

Não procure sentido e conexão...

Um comentário:

António Jesus Batalha disse...

Passei e vi seu blog e gostei, quero deixar um convite: Isto é, se o desejar, gostava que fizesse parte dos meus amigos virtuais no meu blog Peregrino e Servo. É um blog evangélico, falamos de várias coisas, e é a intenção ajudar a cada pessoa a ser mais feliz, este blog foi feito a pensar na sua felicidade, pretende também aproximar mais a criatura do seu Criador. Obrigado.