... Escrever não é somente emaranhar letras, pontuações, gramática, ortografia... Escrever é degustar paixões, sentimentos, desejos, inspirações... É sentir na pele o suor do entender, do comunicar... É beijar-se, sentir calafrios, dúvidas, o gelo nas mãos... É entregar-se às volúpias, desatinos e loucuras... É arriscar o inimaginável, o proibido, o inacreditável...
É prazer...
Escrever é fazer Amor com letras ...

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Esconde-esconde


Quem é você que se esconde atrás da máscara?

Onde estão os teus lábios? Os teus olhos e tua pele, onde eu posso ver?

Não me me mostre tua arte, me mostre o teu sorriso...

Não me faça sorrir, não me faça cantar... Não esconde tua voz, desfaz o teu gesto, descobre a tua mão...

Me deixe te ver cinza, sem vermelhos e amarelos... Me deixe ver tua cor...

Não quero ver teu palco, teu cenário... Quero ir atrás da cortina, sem luz, sem forma, sem jeito...

Tire de ti os holofotes, eu quero ver o teu brilho... Onde se esconde, homem!? Onde você vive?!

Eu não preciso da sua roupa, tire também os seus sapatos... Será que você existe!?

Quero brincar de você...

Quero saber teu nome, a cor dos teus cabelos, que horas você dorme...

Onde você está, homem!?

Desarma tua tenda, desmonta teu picadeiro, me mostra a tua casa...

Me leva pra morar contigo... Mesmo sem sorriso, sem canção, sem poesia...

Não quero teu corpo, não quero teu enredo, tua fantasia...

Quero tua alma palhaço, pra viver comigo todo dia!

Um comentário:

KHAROLZINHA disse...

Ai que lindo! Adorei! Muito bom...